Procedimentos odontológicos, 7 obrigatoriedades dos convênios

O cuidado com a saúde é multidisciplinar, ou seja, dependem de que vários aspectos estejam bem para que a qualidade de vida seja garantida. Nesse sentido, desde os procedimentos odontológicos, a alimentação e a prática de atividades, até mesmo tratamentos mais invasivos podem ser necessários para a manutenção da saúde geral.

Isso significa que o ideal é que para alguém ser considerado saudável, as mais variadas partes do corpo devem estar cuidadas e funcionando adequadamente, bem como os diversos âmbitos da vida estarem em equilíbrio,, desde a pele, passando pelos sistemas respiratórios, digestivos e, claro, de todo o sistema bucal.

Os dentes, a boca e a língua são partes muito importantes para a saúde, já que é o local responsável pela alimentação e nutrição, além de fazer parte ativa da nossa socialização, já que sorrimos para conversar uns com os outros e transmitir confiança e simpatia.

De modo a facilitar a manutenção da saúde, principalmente a da saúde bucal, a adesão de planos vem crescendo cada vez mais, visto que os custos são reduzidos e as consultas podem ser feitas com mais facilidade.

No presente artigo abordaremos sobre o convênio odontológico, um serviço disponibilizado para os pacientes terem acesso mais facilitados às coberturas odontológicas e conseguir um tratamento preventivo para a boca e para os dentes, seus benefícios e procedimentos obrigatórios.

Todos os planos odontológicos são regulados pela Agência Nacional de Saúde, a ANS, o que faz com que alguns serviços sejam oferecidos de forma obrigatória.

Assim, existem muitos tipos de planos odontológicos, indo dos mais simples, com apenas os serviços obrigatórios, e os mais completos, que podem incluir procedimentos mais invasivos e até os estéticos.

No presente artigo abordaremos os serviços que estão presentes nos pacotes comuns e os mais completos. 

Quais são os componentes obrigatórios que os planos oferecem?

A Agência Nacional da Saúde (ANS) que regula os planos odontológicos estabelece algumas garantias obrigatórias para todas as coberturas, promovendo atendimento básico essencial para todos aqueles que aderem ao plano. 

Algumas dessas coberturas serão abordadas abaixo.

  1. Consultas

A primeira obrigatoriedade diz respeito às consultas ilimitadas dentro da rede conveniada para prevenção e avaliação da saúde bucal, possibilitando que as avaliações de rotina, que devem ser feitas ao menos a cada 6 meses, sejam realizadas com facilidade e qualidade.

Isso permite que a saúde seja preservada, já que problemas podem ser identificados antes de se agravarem.

  1. Restaurações e limpezas

As restaurações e tratamento de cáries, como a aplicação de flúor, são outros procedimentos obrigatórios dentro do plano odonto empresarial.

A remoção de tártaro também pode ser realizada nesse processo, sendo conhecida como profilaxia, o que também inclui o que se chama de polimento coronário.

Neste caso, no entanto, pode existir um prazo mínimo a ser respeitado antes de realizar o procedimento novamente, para garantir a saúde da dentição.

  1. Procedimentos de emergência

Com relação a procedimentos obrigatórios de emergência, podemos falar sobre o tratamento de canal, que é uma inflamação que ocorre na polpa dos dentes e que é preciso remover e reacoplar para a devida funcionalidade.

De modo geral, os procedimentos urgentes, como consequentes de acidentes, devem ser prestados pelo convênio, principalmente porque a agilidade do processo é o que garante a qualidade de recuperação.

Nesses casos, inclusive, o período de carência não deve interferir no atendimento prestado.

  1. Cuidados com a gengiva

Há também a obrigatoriedade para a realização de tratamentos de periodontia, que diz respeito aos cuidados de prevenção com o tecido gengival e a sua cirurgia para tratamentos.

  1. Aumento de coroa clínica

Na prática, o aumento de coroa clínica consiste em intervenções cirúrgicas para a recuperação do espaço biológico do dente, deixando que essa estrutura fique mais exposta para tratamentos posteriores.

Nesse caso, realiza-se uma cirurgia gengival, removendo parte do tecido, em profundidade de até 3mm.

  1. Colagem de fragmentos

Já a colagem de fragmentos tem por objetivo recolocar os fragmentos de um dente fraturado com material dental adesivo, permitindo recuperar a estética e a funcionalidade da dentição.

  1. Sutura

Por fim, a colocação de curativo ou a realização de sutura em caso de hemorragia bucal e/ou labial também deve ser coberta pelas operadoras de serviços odontológicos e consiste na colocação de hemostático para controlar o sangramento.

Já em casos de necrose e odontalgia, a sutura também pode ser realizada, demandando procedimentos como a remoção da polpa dentária ou mesmo uma obturação. Tal procedimento também deve ser coberto pelo convênio. 

Isso porque os processos de sutura são, de modo geral, compreendidos como procedimentos de emergência.

Além dos procedimentos abordados como obrigatórios, há ainda alguns serviços que podem ser disponibilizados pelas operadoras de modo complementar, tornando o plano odontológico para MEI mais completo. 

São exemplos de tratamentos que podem ser incluídos em pacotes mais “robustos” ou mesmo premiuns:

  • Colocação de aparelhos;
  • Próteses;
  • Cirurgias estruturais;
  • Colocação de lentes de contato;
  • Certos tipos de implantes;
  • Bichectomia.

Outros componentes em um plano odontológico

Neste tópico abordaremos sobre alguns outros aspectos do plano odontológico que você precisa conhecer para que os serviços sejam usufruídos da melhor forma possível, ajudando na melhor qualidade de vida.

  1. Consulta a outros profissionais fora da rede de atendimento

Geralmente os planos odontológicos possuem uma rede credenciada muito grande e completa para prestar atendimento e suporte sempre que necessário e de modo que não é preciso consultar profissionais fora da rede credenciada. 

Para facilitar a identificação das redes conveniadas, o plano dental para MEI, empresarial ou individual deve disponibilizar uma lista com todos os endereços e telefones das clínicas, sendo possível sua identificação.

Apesar disso, não é vedado atendimento em outras clínicas. No entanto, neste caso, o atendimento é feito no formato particular e, respeitando os critérios estabelecidos pelo convênio, pode ter reembolso de parte do valor avaliado pela operadora.

  1. Descontos em medicamentos

Algumas coberturas de planos odontológicos possuem credenciamentos com redes de farmácias para que os pacientes consigam ter descontos interessantes para que os tratamentos continuem da melhor maneira possível e os resultados apareçam de forma mais rápida e segura.

No tópico abaixo abordaremos sobre o que se deve levar em consideração para contratar um plano dental coletivo empresarial ou individual de qualidade e que atenda às necessidades.

O que avaliar no momento de contratação do plano?

A contratação de um plano odontológico é uma decisão muito importante e que precisa ser vista com muita atenção e cuidado.

Neste tópico falaremos sobre o que levar em consideração para que a contratação do plano seja feita da melhor maneira possível.

O primeiro aspecto que deve ser avaliado é quanto às suas necessidades e a sua rotina de cuidados de saúde. 

Ou seja, se será preciso ter uma atenção/atendimento mais próximo do profissional para tratamentos e controle, ou mesmo se é necessário realizar algum procedimento corretivo, como a colocação de aparelhos metálicos e próteses. 

Assim, é preciso considerar os planos que ofereçam atendimento para os fatores identificados como necessidades e prioridades para a manutenção da saúde bucal

Além de ajudar a definir se vale a pena recorrer a um plano, entender suas necessidades pode ajudar você a compreender que tipo de cobertura será necessária, qual o pacote de serviços ideal e qual o melhor custo-benefício para cada operadora atender essa demanda.

Verificar também se é possível adicionar algum parente nesse tipo de cobertura é muito vantajoso para aqueles que precisam proporcionar cuidados e qualidade de vida aos filhos e cônjuges, por exemplo, permitindo um melhor controle orçamentário. 

Por fim, podemos dizer que um plano odontológico é muito importante para cuidar da saúde de forma integral, e que este tipo de serviço permite um acesso mais qualificado, seguro e eficiente ao acompanhamento profissional, promovendo uma melhor qualidade de vida aos beneficiários.
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =